A gordura ou açúcar: qual o verdadeiro inimigo da saúde?

Inimigo número um: a gordura ou açúcar?

Muitas pessoas seguem dietas hipercalóricas sem sequer se perguntarem qual é o principal inimigo da saúde: a gordura ou açúcar? Na verdade, existem algumas contradições e mitos quando pensamos no açúcar e na gordura como tendo pesos negativos equivalentes para o organismo.

Segundo diversos estudos já realizados, o açúcar é, com certeza, o inimigo número um da saúde. Um levantamento do governo americano confirmou esta tese ao demonstrar que 17% das crianças e adolescentes, entre dois e 19 anos de idade, considerados obesos no país, fazem um consumo elevado de açúcar e gordura regularmente.

Esta cruel realidade implica em menos qualidade de vida e mais chances de desenvolvimento de doenças crônicas, o que pode comprometer uma geração inteira de crianças e adolescentes que, hoje, se alimentam de forma irregular, onde a gordura e açúcar são consumidos de forma alarmante.

Não só a indústria alimentícia, mas também o governo dos países tem responsabilidade pela epidemia de obesidade que assola o mundo.

a gordura ou açúcar

Qual o inimigo mais perigoso para a saúde: a gordura ou açúcar?

Neste contexto, fica difícil avaliar quem causa um estrago maior – a gordura ou açúcar – porque as redes de fast food apresentam uma combinação equilibrada destes dois componentes em seus sanduíches, sorvetes, milkshakes, batatas fritas e outros tipos de alimentos.

A exposição ao açúcar é visivelmente maior na indústria de alimentos processados, com seus biscoitos, chocolates e até nos cereais matinais. As empresas aumentam a quantidade de açúcar nos alimentos para deixá-los mais saborosos e agradáveis para o paladar, atitude que conduz os consumidores a uma quase dependência desse tipo de produto.

Com a tendência da fabricação de alimentos com baixo teor de gordura, o açúcar ganha de vez a posição de grande inimigo da qualidade de vida e da saúde. O principal risco do consumo excessivo de açúcar na infância e na adolescência está relacionado ao desenvolvimento do diabetes precoce. Estudos indicam que, até o ano de 2050, um em cada três norte-americanos terá diabetes.

Considere ler também:

Diante destes dados, quando você se perguntar o que é pior, a gordura ou açúcar, saiba que a resposta é, sem dúvida, o açúcar. Caso a indústria de alimentos não seja controlada e obrigada a reduzir os níveis de açúcar nos produtos, a população continuará exposta a altas taxas de obesidade, doenças crônicas e mortes precoces.

É preciso que os governos tenham leis para regulamentar o setor, pois só assim será possível controlar o consumo mundial de açúcar refinado.

Campanhas educativas e advertências também devem fazer parte desta luta contra o consumo de refrigerantes, doces e biscoitos. Só os governos podem mudar essa realidade, mas, para que isso aconteça, a população deve pressionar os governantes para a criação de leis urgentes para o setor.

mais dicas de saúde...