Cirurgia para emagrecer proporciona saciedade até em jejum.

Cirurgia para emagrecer.

Segundo uma reportagem publicada no mês de junho no Portal Terra, já está disponível uma nova técnica que revolucionará as cirurgias bariátricas, e proporcionará uma grande melhoria para quem sofre com obesidade e precisa de cirurgia para emagrecer.

O balão intragástrico, que é um instrumento médico utilizado no combate a obesidade, vem sendo apontado como uma ótima alternativa de cirurgia para emagrecer. A técnica já é utilizada há mais de dez anos na Europa.

Contudo, muitas pessoas que já foram submetidas ao procedimento, afirmam que este método, que serve como inibidor de apetite, gera ainda pontadas de fome, e mesmo depois do procedimento, isto acontece.

Outras particularidades neste procedimento é que existe uma possibilidade do indivíduo recuperar parte do peso perdido depois que o balão é removido, e a cirurgia é reversível.

cirurgia para emagrecer proporciona saciedade até em jejum

Cirurgia para emagrecer: novo procedimento dura meia hora e dispensa anestesia geral.

Os diferenciais da nova técnica de cirurgia para emagrecer.

Foi criado, baseado nesta técnica, um dispositivo que pudesse se encaixar perfeitamente no formato do estômago, e os criadores ainda acreditam que ele tem um grande potencial para gerar perdas de pesos bem significativas, um balão duplo, por exemplo, poderá ocupar mais de 60% do espaço no estômago do que os modelos convencionais.

Segundo os especialistas, nesta cirurgia para emagrecer é precisa remover o balão duplo depois de seis meses, o que é o período garantido que balão feito de silicone ficará intacto, sem risco de rompimento.

Muitos estudos já mostraram que os balões considerados intragástricos poderão levar a uma perda de peso significativa de mais de 40% do excesso de peso durante todo este período.

Contudo, a cirurgia não pode ser considerada barata, pois tem um preço nada popular, custando por volta de 5500 libras, o que em moeda nacional é algo em torno de R$ 20.000,00 (vinte mil reais).

A vantagem é que o procedimento demora não mais que meia hora para ficar pronto, durante o qual o paciente é sedado, porém, não existe a necessidade do uso de anestesia geral. Por conta disso, os pacientes ficam levemente cientes do que acontece ao seu redor, mas não sentem, de forma alguma, dores posteriores.

Considere ler também:

Alguns dos primeiros pacientes que optaram por esta cirurgia para emagrecer já perceberam uma boa diferença depois que passaram pelo procedimento, vendo a realização de conseguir perder mais de 13 kg em poucos meses.

Esta é uma técnica interessante e menos invasiva comparada com outras técnicas utilizadas em cirurgias bariátricas, além de uma esperança para quem precisa emagrecer sem ter sofrimentos posteriores realizando uma cirurgia para emagrecer.

mais dicas de saúde...