Dieta chinesa – A melhor para ter saúde e emagrecer.

Dieta chinesa.

De maneira bem simplificada, a dieta chinesa consiste basicamente de levar os conceitos do budismo à alimentação. Esses conceitos envolvem manter o equilíbrio de tudo que nós comemos.

O conceito do yin e yang funciona como um guia para todos os aspectos da vida. Se você tem um problema específico, por exemplo, dificuldades financeiras, significa que tem algo fora do seu equilíbrio normal, portanto, precisa ser reequilibrado novamente.

A solução mais provável nesse exemplo seria a elaboração de um novo planejamento financeiro. Dessa forma, o equilíbrio tende a voltar ao seu estado normal.

Embora pareça uma definição simples e, até mesmo, lógica, esse é um conceito que pode ser colocado em prática em qualquer outra perspectiva na sua vida.

Um bom exemplo disso é com relação à alimentação. Assim, para uma dieta chinesa funcionar, o indivíduo precisa, antes de cortar tudo, fazer uma análise de como está sua alimentação atualmente e o que pretende conseguir com ela.

A partir do momento que a pessoa entender quais os seus reais objetivos e necessidades, ficará mais fácil conseguir tudo o que quer e atingir suas metas estabelecidas – e é exatamente aqui que a dieta chinesa vai te levar.

dieta chinesa

Aplicando o conceito na prática.

Parece difícil entender as ideias da dieta chinesa? Pois, com exemplos, ficará mais fácil.

Imagine que você tem uma boa alimentação, mas pretende perder alguns quilos, porém, sem deixar de comer de maneira correta e sem ter que apelar para dietas hipocalóricas e extremamente restritivas. Como proceder?

Nesse caso, a primeira coisa que você precisa fazer é tentar manter o seu próprio equilíbrio na alimentação, mesmo que consumindo menos calorias.

O melhor caminho a trilhar para solicionar o problema será conferir, avaliar e calcular o número de calorias que você está consumindo diariamente. Com o resultado em mãos, o próximo passo será dividir a quantidade obtida de calorias pelo número de refeições recomendadas pelos nutricionistas, no caso, seis refeições diárias.

A partir disso, ficará bem mais fácil a pessoa estabelecer um equilíbrio que permita alcançar suas metas e objetivos referentes ao emagrecimento, perda de peso, estética corporal ou mesmo a melhoria pretendida da saúde.

Dúvida: o que eu devo comer, afinal?

Aqui reside a grande vantagem da dieta chinesa: você pode comer o que quiser. Quer comer pizza? Com moderação, você pode, só lembrando que, no outro dia, terá que fazer a compensação de alguma forma pelo excesso do dia anterior. Quer comer vegetais? Então, guarde o seu equilíbrio para abusar no final de semana. Basta manter o equilíbrio do yin e yang e, pronto, a dieta chinesa estará sendo seguida.

Para os apreciadores da culinária oriental, vamos deixar três receitas para incrementar a sua dieta chinesa. Vamos começar com a receita do Yakissoba Chinês.

dieta chinesa yakissoba chinês

Yakissoba Chinês.

O que é preciso para fazer o Yakissoba Chinês:

  • Meio quilo de macarrão Assaí.
  • Duas colheres de chá de óleo de gergelim.
  • Meio quilo de peito de frango e carne bovina em tiras.
  • Uma colher de chá de sal.
  • Uma pitada de açúcar.
  • Cinco colheres (chá) de molho shoyu.
  • Três xícaras (chá) de água.
  • Três colheres (sopa) de amido de milho.
  • Cenoura, brócolis japonês, pimentões verdes, vermelhos e amarelos, couve-flor, acelga, alho poró e outras a seu gosto.

Como fazer o Yakissoba Chinês:

Primeiro passo – Cozinhar o macarrão por quatro minutos em muita água. Não pode passar muito. Marque o tempo, pois devem ser apenas quatro minutos para não passar do ponto.

Segundo passo – Em uma frigideira grande, colocar um fio de óleo, fritar o macarrão cozido al dente.

Terceiro passo – Acrescente na frigideira o óleo de gergelim e misture bem. Coloque o macarrão na travessa em que ele será servido e deixe reservado, pois ele não vai mais voltar para o fogo para não ficar mole ou perder a firmeza.

Quarto passo – Fritar a carne e o frango, acrescentar as verduras, o sal e refogar por dois minutos. Agora, você deve adicionar o açúcar, o molho shoyu e duas colheres de sopa de água. Em seguida, juntar o amido de milho já dissolvido na água restante e cozinhar até ficar bem encorpado. Você vai notar que o molho ficará bem viscoso. Prove e se achar necessário, coloque um pouco mais de molho shoyu.

Quinto passo – Com tudo pronto, agora é só regar o macarrão e servir logo a seguir.

A próxima receita para ajudar na incrementação da sua dieta chinesa é a do arroz chinês, que é muito simples de fazer.

dieta chinesa arroz à chinesa

Arroz Chinês.

O que é preciso para fazer o arroz chinês:

  • Duas colheres (sopa) de óleo.
  • Duas colheres (sopa) de caldo de legumes.
  • Um pimentão vermelho picadinho.
  • Dois talos de salsão.
  • Um peito de frango cozido picado (também pode ser desfiado).
  • Um ovo.
  • Duas xícaras (chá) de arroz cozido sem nenhum tempero.
  • Duas colheres (sopa) de cebolinha verde picadinha.

Como fazer o arroz chinês.

Primeiro passo – Em uma frigideira grande, aqueça o óleo e junte o pimentão, o salsão e o peito de frango. Mexa bem enquanto os ingredientes estão fritando.

Segundo passo – Quebre o ovo e adicione na frigideira, mexendo levemente até que esteja em pedacinhos.

Terceiro passo – Junte o arroz, o caldo de legumes e continue fritando até que todos os ingredientes estejam bem quentes.

Quarto passo – Salpique a cebolinha por cima e sirva logo a seguir.

Não preciso dizer que esse arroz chinês fica delicioso. Agora, acompanhe nossa terceira sugestão de receita para a sua dieta chinesa. Vamos passar a receita do macarrão à chinesa.

dieta chinesa macarrão à chinesa

Macarrão à chinesa.

O que é preciso para fazer o macarrão à chinesa.

  • Um pacote de macarrão tipo ninho cozido.
  • Trezentos gramas de camarão miudinho.
  • Cem gramas de carne bovina.
  • Cem gramas de peito de frango.
  • Metade de um repolho.
  • Uma cenoura.
  • Uma cebola.
  • Cem gramas de vagem.
  • Dois pimentões
  • Molho shoyu a gosto.
  • Sal e açúcar a gosto.
  • Glutamato monossódico a gosto.
  • Pimenta-do-reino a gosto.
  • Extrato de tomate a gosto.
  • Óleo de soja a gosto.
  • Óleo de gergelim a gosto.

Leia mais sobre dietas:

Como fazer o macarrão à chinesa:

Primeiro passo – Numa frigideira ou tacho grande, coloque o óleo. Após acrescente o camarão, o frango e a carne cortados em tiras finas e refogue bem até os ingredientes ficarem bem cozidos.

Segundo passo – Coloque a cenoura cortada fina, a cebola, a vagem, os pimentões e o repolho e deixe refogar novamente ate ficarem meio cozidos.

Terceiro passo – Acrescente o restante dos ingredientes a gosto, misturando bem e o macarrão à chinesa estará no ponto de ser servido.

Esta receita de macarrão à chinesa resulta em um prato delicioso e rápido, pois entre a preparação e cozimento total, o tempo é de aproximadamente quarenta e cinco minutos.

Mas, eu não gosto da culinária oriental. E agora?

Mesmo que a pessoa não goste da culinária oriental, poderá adotar qualquer outro tipo de alimentação e seguir os preceitos da dieta chinesa. Por isso mesmo, voltamos a afirmar que essa dieta é apenas um conceito de referência, onde a pessoa deve buscar o equilíbrio na alimentação para atingir seus objetivos e metas.

mais dicas de saúde...