Hábitos alimentares que ameaçam o coração.

O infarto pode ser causado pela má alimentação. Uma pesquisa feita com 2002 pessoas mostra que 76% têm hábitos alimentares que ameaçam o coração, pois não tem por costume comer a média de 6 porções diárias de frutas e verduras, o que aumenta significativamente a carga nociva ao sistema cardiovascular.

O estudo foi feito pelo Ibope em várias regiões do Brasil com pessoas de diferentes classes sociais, cujo resultado revelou a falta de consumo constante de legumes, frutas e verduras na alimentação diária dos brasileiros. Os maus hábitos alimentares irão resultar em mais infartos, acidentes vasculares e cerebrais, aumento do colesterol e diabetes, doenças estas que lideram o ranking de mortalidade no País.

Propagandas influenciam

Alimentos que são considerados “não saudáveis” se destacam em propagandas fartamente veiculadas em comerciais e outdoor. Já alimentos saudáveis como verduras, legumes e frutas não ganham o mesmo destaque, o que faz com que as pessoas comecem a valorizar os alimentos “não saudáveis” desde cedo.

hábitos alimentares que ameaçam o coração

Rotina tem sido desculpa

O fato de trabalhar, estudar e ficar mais tempo fora de casa do que dentro, tem sido usado como desculpa por muitas pessoas para justificar seus maus hábitos alimentares, mesmo sabendo que eles ameaçam o coração. E ao invés de almoçar adequadamente, a preferência dessas pessoas tem sido pela consumo de comidas rápidas, ou fast food, como lanches, salgados e muita fritura.

O mesmo acontece em casa, alimentos congelados são mais rápidos e práticos de serem feitos, além, é claro, de demorarem mais para estragar, enquanto os alimentos saudáveis devem ser comprados com mais frequência, já que não duram tanto.

A saída, então, é levar uma fruta na bolsa e almoçar em restaurantes self-service que possuem uma grande variedade de alimentos. Já para as crianças, a alternativa mais saudável é levar um lanche de casa ao invés de comprar na escola.

Fumantes com alimentação adequada correm menos risco

A pesquisa mostrou que hábitos alimentares inadequados entre os fumantes é mais frequente, o que aumenta consideravelmente a aglutinação de fatores nocivos e o coração é transformado em uma bomba-relógio. Por isso, o fumante que tem uma alimentação saudável corre menos riscos. Mas só um pouquinho menos. O ideal é parar de fumar mesmo.

Você pode gostar...